11.07.11

AVALIAÇÃO DA SURDEZ OCUPACIONAL

INTRODUÇÃO

O ruído intenso pode lesar a cóclea. Quando o indivíduo é exposto a um ruído abrupto e intenso (como estampidos e explosões) temos a ocorrência do trauma acústico. Nesses casos, podem-se observar rupturas e desgarramentos timpânicos, hemorragias na orelha interna e mesmo desgarramento das células do órgão de Corti. Já no caso de exposição a ruídos não tão intensos, mas por tempo prolongado, como nas fábricas, temos a instalação das perdas auditivas induzidas por ruído (PAIR). Estas são caracterizadas por alterações metabólicas nas células de Corti, que resultam em déficit auditivo, zumbidos e mesmo tonturas, dada a proximidade da cóclea e órgão vestibular. Existe uma situação pré-lesional em relação ao ruído quando, por não ser intenso e/ou não prolongado, provoca perda temporária da audição, com recuperação após repouso sonoro (TTS).

Download

ler artigo na íntegra

Avaliacao da surdez ocupacional.pdf